Livros, Young Adult

Resenha: Eleanor & Park, Rainbow Rowell

Meu encanto com a história começou com a capa e, pra me encantar ainda mais, o texto superou minhas expectativas. A narrativa é doce, os assuntos tratados são gostosos de ler sobre e é daquelas leituras que aquecem o coração.

Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo. Fonte: Skoob 

Já faz algum tempo que li, mas só agora consegui resenhar. Eleanor & Park foi uma história que me encantou. Daqueles livros que te deixam com vontade de abraçar os personagens e a autora. Daqueles que você não quer que termine.  Muitos dizem que a história do livro é triste, mas não foi minha impressão. Eleanor vive em uma família complicada e sua vida não é das mais fáceis, já Park tem uma família que se aproxima um pouco mais do estereótipo margarina. Isso traz complicações para a vida dos dois, mas o livro nos conta tudo com uma dose de realidade que faz bem nos livros que tratam de vidas adolescentes. Minha experiência anterior com essa faixa etária tinha magia, vampiros ou high society demais. Se não contar os famosos sick-lit (que realmente não fazem meu tipo), não cruzava com uma história dessas mais reais desde Garota Americana, de Meg Cabot. Esse tipo de narrativa se aproxima das Chick-lit, mas puxando a idade um pouco para baixo.

Eleanor e Park se conhecem no ônibus da escola e aos poucos vão descobrindo gostos comuns e formando uma amizade que se transforma em romance. Rainbow Rowell consegue te fazer navegar pela experiência do primeiro amor com maestria – impossível não se reconhecer. Os problemas típicos da idade, como o relacionamento com a família, vontade de sair de casa, incerteza do futuro são personagens constantes na vida dos dois. O fato da história se passar nos anos 80 dá um charminho a mais já que voltamos a um mundo de fitas, música, telefones fixos e livros. É uma simplicidade que até dá vontade de esquecer todas as tecnologias que preenchem nossas vidas.

Parece que tem um filme em produção sobre a história e a Rainbow é a responsável pelo roteiro. Se fosse para apostar, eu diria que essa história vai ser do mesmo estilo de As vantagens de ser invisível.

Quem já leu, o que achou do livro?

Ficha técnica:
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Páginas: 328
ISBN-13: 9788542801255

Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply